quinta-feira, 29 de março de 2012

Por que?



Por que?
Não sei

...

Porque pedi
Por que imaginei
Porque haveria
De assim ser

Desejei
Com o que há
De mais puro
O amor

Por que como o sol
Que a noite completa
Venha... Preciso
De suas estrelas

Porque não fosse
Diferenças poucas
Seriamos menos belos
Na exatidão

Como terra
A desaguar no mar
Temos o chão
E profundidade

Do belo
O calor do corpo
Do máximo
Que seja eterno

Porque não poderia
Ser mais exata
A tradução
Do que já desejei

E nem falo de curvas
Prestígio ou ouro
São detalhes
Como amêndoas

E vinhos
E hinos
Delírios
Nossos vícios

Por que
Porque chegou
É hora de acontecer
Venha vamos viver.

(FlaVcast – 30.03.2012)

Um comentário:

yaradarin> Sun disse...

Porque,
tão linda poesia...
Não existe questionamento...
apenas o sentir....
yaradarin