terça-feira, 1 de março de 2011

Passos molhados



Não sei mais
Do que sinto

Sem dizer
Sentido

Sentido
Em vão

Sem saber
Solidão

Uma canção
De aperto

Um nó no peito
Dor de acerto

Silêncio
Sem risos

Lembranças
E alguns zunidos

Tudo é tão parecido
Com os riscos no chão

Vão as ondas
Ficam as conchas

Ao lado passos molhados
Imagem ao fim da tarde.

(FlavCast – 02.03.2011)

3 comentários:

Verluci Almeida disse...

Belíssimo Flávio! :)

FlavCast disse...

Obrigado pelo comentário. Beijo!

Marisa Vieira disse...

Lindo Flacast, visualizei um quadro, uma Obra de arte!
PARABÉNS!

beijodamarisa