domingo, 24 de julho de 2011

A musa

Queria a musa
Ser do poeta
Objeto admirável
Flor

...entre as sombras
orquídeas florescem...

Pensava ela
Arteira donzela
Ser um poema
De dor

...das linhas as palavras
em escorrem poesia...

Sonhava
A cor do amor
Na obra inspiradora
Intranqüilo pudor

...no espaço da palheta
cores escorriam...

Vivia a bela
Um caso de amor
Andava acordada
Dos desejos despidos.

(FlavCast – 24.07.2011)

2 comentários:

Tony disse...

Excelente!

André Vianna disse...

Eita que ficou muito bom, amigo!