quinta-feira, 13 de março de 2014

Time-lapse

Aconteceu à noite enquanto entre prédios
Quem podia juntava-se à janela a ver o céu
Outros nem tanto observadores seguem a vida
Quem podia sussurrava baixo ao pé do ouvido

Aconteceu tímido ao luar o aguardado beijo
Entre um sonoro silêncio e outro aconteceu
Aconteceu sem precisar de certezas ou falas
Um enternecido ponto de tudo que aconteceu

Luas envoltas em nuvens cheias ou minguadas
Pálidas ou ensopadas dos desejos dos amantes
Demarcaram o tempo dos desencontros do céu
Estrelas cadentes rasgam pedidos equivocados

Tempos são para se passar e passamos óbvios
Surgem botões de tulipas a aflorarem calados
Tempo ama contar cenas de intrincadas levezas
Mazelas enquanto se encontram novas janelas

Cometas iluminam breves vãos olhares solícitos
Não temem estes reflexos dimensionar sorrisos
Voltam por assim serem seus hábitos noturnos
Amantes servem-se da noite aos goles é paixão.

(por FlaVcast em 13.03.2014)

Um comentário:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)